• Facebook Clean
  • images.png

+55 84 32153221

C.P. 115, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Lagoa Nova, Natal, RN 59078-970

http://www.faceboook.com/LaB

lab.bio.br@gmail.com

© 2015 All rights reserved   LaB-UFRN

Pesquisador da UFRN usa o método de reflexo no espelho para comprovar a autopercepção em animais

Boletim Especial da UFRN – Ano VI – Número 30 – Natal/RN, terça-feira, 17 de maio de 2016

 

 

 

 

O pesquisador Daniel Polari, do Centro de Biociências da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) utilizou o método de reflexo no espelho para comprovar a auto percepção em animais, em sua dissertação de mestrado em Psicobiologia.

O trabalho buscou identificar estados de auto percepção em duas diferentes espécies: usando testes de reconhecimento no espelho em Callithrix jacchus (o sagui-de-tufos-brancos), e utilizando testes de auto percepção em Dinoponera quadríceps (espécie de formiga).

A pesquisa apresenta evidências de estados conscientes em invertebrados e em primatas não símios. “Nossos resultados evidenciam que há auto percepção para ambas as espécies estudadas”, afirma o pesquisador.

A consciência, como fenômeno biológico, consiste de todos os estados de emoção, sentimento ou atenção, explica Daniel Polari. “Comportamentos especializados, ações sofisticadas de comunicação, meta-cognição, interação social, orientação especial, o uso de mapas mentais para navegação e memória espacial, apontam para processamentos conscientes em outros gêneros que não humanos”, destaca.

Com os resultados alcançados, o pesquisador pretende dar continuidade ao trabalho. “Os saguis apresentam comportamentos de verificação de contingência à imagem no espelho, auto-observação, utilização do espelho como ferramenta para explorar o ambiente e pouca, porém significantes reações à marca que era colocada no espelho”, analisa Polari. “Já, as formigas foram capazes de perceber sua própria localização e de calcular atalhos de retorno na colônia, após obter o recurso alimentar, em todos os tipos de testes”, complementa.


​​Formigas foram capazes de perceber sua própria localização e de calcular atalhos de retorno na colônia

O teste do espelho 

O teste do espelho é uma medida de autoconhecimento desenvolvida por Gordon Gallup Jr., em 1970, que foi baseada em observações feitas por Charles Darwin.

Enquanto visitava um zoológico, Darwin levou um espelho até um orangotango e gravou a reação do animal, que incluía fazer uma série de expressões faciais. Darwin observou que o significado dessas expressões era ambíguo e pode tanto significar que o primata fez as expressões por acreditar que seu reflexo fosse um outro animal, ou que poderia estar jogando uma espécie de jogo com um brinquedo novo.

Há nove espécies que passam no teste do espelho, incluindo pegas e elefantes, mas principalmente primatas.

 

Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square